Inbound marketing e Outbound marketing, o que é?

Inbound Marketing e Outbound Marketing são estratégias de marketing diferentes, que devem ser bem exploradas pelos gestores atuais na busca por resultados tanto no mundo digital quanto físico.

Mas apesar de serem termos amplamente utilizados atualmente, muitas pessoas ainda não entendem exatamente o que são essas estratégias e como utilizá-las de forma efetiva em suas campanhas.

Se este é o seu caso, não perca tempo e descubra, a seguir, tudo sobre o inbound e outbound marketing.

O Outbound Marketing

O Outbound Marketing é a maneira tradicional de se fazer propaganda, envolvendo anúncios em mídias televisivas e impressas, outdoors, ligações de telemarketing e diversos outros meios mais invasivos de se chegar até os consumidores e oferecer a eles determinado produto ou serviço.

Esse tipo de marketing é caracterizado como interruptivo e até mesmo conhecido como marketing de interrupção, pois seus meios, ferramentas e técnicas de chegar até o público atrapalham a sua rotina e chegam a ser abusivos em certos momentos – quem não odeia receber uma ligação de telemarketing quando está ocupado?

Justamente por isso, o público já não é mais receptivo ao outbound marketing como antes e obstáculos como filtros de spam, bloqueios de listas de telefones e o afastamento cada vez maior da mídia tradicional têm trazido ainda mais dificuldades para este mercado.

Porém, ele não morreu e continua sendo amplamente utilizado por inúmeras empresas, principalmente aquelas baseadas no modelo tradicional de se fazer negócios, como companhias B2C. Até porque as pessoas não pararam de atender o telefone, olhar para os outdoors ou assistir TV, não é mesmo?

Vantagens e desvantagens do Outbound Marketing

É fato que o outbound marketing já não é mais tão vantajoso como era antes por conta da revolução digital. Mas esse meio de fazer marketing ainda possui suas vantagens, que, se bem exploradas pelos negócios, podem trazer ótimos resultados. Confira as principais delas:

  • Disponibilidade de profissionais qualificados e experientes para realizar as campanhas;
  • Contato direto e rápido(sem enrolação) com o consumidor, o que pode acelerar a jornada de compra;
  • ROI(retorno sobre o investimento) mais rápido;
  • Pode ser mais eficiente do que o inbound marketing para empresas com muitos recursos para investir;
  • O marketing direto é mais bem visto por mercados mais tradicionais como o B2B.

Porém, as desvantagens nesse modelo tradicional de marketing também são muitas e podem pesar mais na balança para a maioria dos negócios. São elas:

  • Alto custo: veicular anúncios na TV, rádio, mídia impressa ou por telemarketing tem o seu custo e ele é alto;
  • Dificuldade de mensuração dos resultados: mensurar os resultados de uma campanha de outbound marketing é extremamente complicado e custoso, já que o mercado não conta com métricas ou indicadores;
  • Presença de obstáculos: caixas de spam, listas negras de telefones, bloqueadores de anúncios, entre inúmeros outros obstáculos, impedem que os anúncios cheguem ao seu destino.

Por conta de desvantagens e dificuldades como estas, a maioria das empresas estão abandonando, ainda que gradativamente, o outbound marketing e migrando para o inbound marketing, que conheceremos a seguir.

O Inbound Marketing

O inbound marketing é uma adaptação do marketing tradicional aos novos hábitos de consumo trazidos pelos meios digitais. Por exemplo, hoje, 93% dos processos de compra começam com uma busca no Google. Então, por que e para quê continuar investindo em outdoors?

A grande maioria das empresas também não encontraram uma resposta para esta pergunta e migraram para o inbound marketing – as mais novas sequer investiram nele, que se caracteriza por ser um marketing muito menos invasivo, que busca despertar o interesse do público através de um conteúdo que tenha valor real para ele.

No inbound marketing, o consumidor não é importunado ou interrompido. Muito pelo contrário, ele é conquistado por meio de materiais que ele mesmo busca na internet, entrando em um processo de nutrição até chegar ao momento de compra.

Vantagens e desvantagens do Inbound Marketing

O inbound marketing é completamente baseado no digital e, justamente por isso, possui inúmeras vantagens e benefícios que o colocam como uma opção mais viável e vantajosa que o outbound marketing. Conheça as principais delas:

  • Menor custo: o inbound marketing costuma sair 62% mais barato do que os investimentos no marketing tradicional;
  • ROI bastante alto: estudos recentes da Hubspot indicaram que o ROI do inbound marketing apresenta um retorno sobre o investimento de até 275%. Ou seja, mais que o dobro!
  • Facilidade de mensuração: os meios digitais proporcionam métricas e indicadores, como tráfego e conversões, e ferramentas, como o Google Analytics, além de mecanismos de automação, que tornam a tarefa de mensuração dos resultados muito mais simples e menos custosa;

Por conta destes e inúmeros outros benefícios e vantagens, o inbound marketing está sendo cada vez mais adotado e se tornado a principal canal de investimentos de marketing da maioria das empresas.

Mas também há desvantagens, como:

  • Ausência de profissionais qualificados: por ser um mercado relativamente novo, faltam profissionais qualificados e experientes para tocar uma campanha de inbound marketing com a eficácia necessária;
  • ROI mais lento: e por ser mais indireto, o retorno sobre o investimento costuma ser mais lento do que o outbound marketing;
  • Barato que pode sair caro: como o retorno é mais demorado, os investimentos podem acabar trazendo menos resultados do que outros meios.

Assim, mesmo com todos os benefícios e vantagens trazidos pelo inbound marketing, é preciso cuidado com este investimento.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *